TCU aponta indícios de irregularidades graves em obras do governo federal

O Tribunal de Contas da União aprovou relatório nesta quarta-feira que recomenda ao Congresso Nacional a paralisação de sete obras do governo federal, sendo quatro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Os ministros do TCU listaram uma série de irregularidades nas obras, incluindo sobrepreço, superfaturamento e falhas de projeto, em 136 empreendimentos analisados pelos técnicos do tribunal. Em outras oito obras os auditores do tribunal encontraram indícios de irregularidades graves com recomendação de retenção parcial de liberação de recursos. Entre elas estão projetos dos metrôs de Fortaleza e Salvador e a construção da refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco. Agora, caberá aos técnicos e parlamentares da Comissão Mista de Orçamento do Congresso seguir ou não as recomendações feitas pelo TCU para o Orçamento da União de 2014, que ainda será aprovado pelos parlamentares. Seis das sete obras em que os ministros sugerem a paralisação são reincidentes, como trechos da Ferrovia Norte Sul, em Tocantins, e da Ferrovia Oeste-Leste, na Bahia. De acordo com o TCU, as correções propostas podem gerar benefícios de até R$ 1,2 bilhão aos cofres públicos.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram