Repúdio e reivindicação de providências pelas ameaças de invasão ao Brasil feitas por Evo Morales

O senador Alvaro Dias, em pronunciamento na sessão plenária desta segunda-feira (24), repudiou as declarações recentes do presidente da Bolívia, Evo Morales, de que pretende tomar alguma ação para “defender Dilma, Lula e o PT”. Para Alvaro Dias, as palavras do presidente boliviano, que deixou no ar ameaça de invasão ao País, representam uma afronta à soberania brasileira. O senador exigiu que o Itamaraty se manifeste a respeito da truculência apresentada por Evo Morales em sua demonstração de desrespeito com a população de um país vizinho.

“É preciso que o Itamaraty se manifeste sobre as declarações do sr. Evo Morales. É evidente que respeitamos quando líderes de outras nações se manifestam sobre o Brasil, mas é preciso respeitar os limites da nossa soberania. O que Evo Morales faz é uma ameaça ao Brasil, já que ele afirma que poderá invadir, com suas forças armadas, o nosso país para defender, com violência, algo que não sabemos bem o que é. O senhor Evo Morales é o próprio adjetivo pejorativo neste momento em que se pronuncia de forma boquirrota, como pseudo-líder que é, afrontando a soberania brasileira. As palavras do presidente boliviano só merecem da nossa parte, do Congresso Nacional, o absoluto repúdio, e também merece o mesmo repúdio do governo brasileiro. Temos o dever de cobrar do Ministério das Relações Exteriores uma manifestação oficial a respeito das declarações do sr. Evo Morales”, disse o senador.

As declarações do presidente da Bolívia foram dadas em uma cerimônia militar. Evo Morales, ao se referir sobre a crise brasileira e notícias sobre eventuais “golpes” contra o governo, disse que “irmãos comandantes das forças armadas do Brasil, e também meus homens comandantes, não podemos permitir golpes de estado nem no Brasil nem na América Latina, e precisamos defender as democracias. Especificamente neste processo vamos defender a Dilma, presidente do Brasil, vamos defender o Partido dos Trabalhadores”.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram