Repúdio ao silêncio e omissão do PT e de Dilma sobre ameaças de morte a Joaquim Barbosa

Em pronunciamento na Tribuna, nesta terça-feira, o senador Alvaro Dias manifestou o seu absoluto repúdio não apenas à desfaçatez com que internautas divulgaram ameaças de morte ao presidente do STF, Joaquim Barbosa, mas principalmente ao silêncio do governo e do PT diante do fato. Para Alvaro Dias, a omissão da presidente da República diante da gravidade deste acontecimento torna este governo cúmplice dos criminosos virtuais que de forma desassombrada, afirmaram que o ministro Barbosa “merecia levar um tiro na cabeça”, entre outros absurdos.

“Aguardamos um pronunciamento do PT e do governo federal sobre a descoberta de militantes partidários que publicaram ameaças de morte na internet ao presidente do STF, ministro Joaquim Barbosa. Este é um silêncio que fala alto e fala de cumplicidade e conivência, mais do que complacência. A desfaçatez dessas pessoas precisa ter limites. Não há como este governo permanecer passivo diante desta torpe ameaça a uma figura ímpar da República, que honra os brasileiros com uma atuação de decência, dignidade e coragem”, criticou o senador.

Na Tribuna, o senador Alvaro Dias destacou que a Polícia Federal empreendeu esforços nos últimos três meses para localizar dois internautas que se valiam do anonimato na rede mundial de computadores para ameaçar de morte o presidente da Suprema Corte, ministro Joaquim Barbosa. Alvaro Dias afirmou que a virulência dos ataques desferidos contra o presidente do STF ganhou contornos alarmantes e atingiu seu clímax na ameaça de “um tiro na cabeça” disparada por um integrante da Comissão de Ética do Partido dos Trabalhadores. A Polícia Federal identificou que o autor da ameaça usava um computador sediado na capital do Rio Grande do Norte e o codinome de Sérvolo Aimoré-Botocudo de Oliveira. O seu nome verdadeiro: Sérvolo de Oliveira e Silva.

“O referido militante virtual que intentava desferir uma bala na cabeça do presidente do STF, conforme apurou a Polícia Federal, é secretário de organização do diretório petista de Natal e membro da Comissão de Ética do partido no Rio Grande do Norte. É igualmente conselheiro de um vereador petista na Câmara de Natal e participa ativamente nos movimentos grevistas no estado. Mas a desfaçatez não tem limites. Ao ser procurado pela revista Veja, Sérvolo de Oliveira confirmou ser autor da ameaça, mas alegou que não pretendia matar o ministro do Supremo, embora, segundo afirma, ele mereça morrer”, afirmou o senador.

Alvaro Dias lembrou ainda que, na semana passada, agentes federais desvendaram a identidade de outro agressor do ministro. Segundo o senador, ele disparava seus ataques pela internet (“contra Joaquim Barbosa toda violência é permitida, porque não se trata de um ser humano, mas de um monstro e de uma aberração moral das mais pavorosas…”), identificando-se como “Antonio Granado”. O seu nome completo é Dimas Antonio Granado de Pádua. Filiado ao Partido dos Trabalhadores, ele se intitula um ativista de direitos humanos em Santa Bárbara d’Oeste, interior de São Paulo. Ao concluir seu pronunciamento, o senador voltou a cobrar, enfaticamente, do governo e do PT uma posição a respeito das ameaças.

“Ao se calar diante destas agressões e ameaças feitas contra o ministro Joaquim Barbosa, o PT se associa ao crime, da mesma forma que a presidente Dilma. Este silêncio é comprometedor e torna o governo Dilma cúmplice do crime cometido, ao decidirem não adotar nenhuma providência que possa alcançar esses criminosos virtuais”, criticou o senador Alvaro Dias.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Siga-nos nas redes sociais
Cadastre-se e seja notificado de todas as novidades do Portal.
Últimos posts
Marinha brasileira se destaca no combate à pandemia do coronavírus

Marinha brasileira se destaca no combate à pandemia do coronavírus

Marco On 12 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

Uma balsa com um tanque de 90 mil metros cúbicos de oxigênio líquido atracou, no último sábado, no Porto Encontro das Águas, terminal da Petrobras em Manaus (AM), acompanhada pelo Navio-Patrulha Fluvial “Roraima”, subordinado ao

Alvaro Dias envia ao ministro da Infraestrutura reivindicações do setor produtivo sobre novos pedágios no Paraná

Alvaro Dias envia ao ministro da Infraestrutura reivindicações do setor produtivo sobre novos pedágios no Paraná

Marco On 8 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

O senador Alvaro Dias, após receber documento com reivindicações de entidades de classe, empresariais, da agroindústria, do setor de logística de transporte e da sociedade organizada, decidiu enviar ofício ao ministro da Infraestrutura, Tarsício Gomes

Projeto de Alvaro Dias estabelece eleição direta e maior transparência na OAB

Projeto de Alvaro Dias estabelece eleição direta e maior transparência na OAB

Marco On 8 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

O senador Alvaro Dias apresentou projeto de lei (PL), esta segunda-feira (08/02), que estabelece eleições diretas para a Diretoria do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de promover outras mudanças que

Alvaro Dias apresenta voto de pesar pelo falecimento do ex-prefeito Salazar Barreiros

Alvaro Dias apresenta voto de pesar pelo falecimento do ex-prefeito Salazar Barreiros

Marco On 5 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

O senador Alvaro Dias fez um requerimento solicitando a inserção do voto de pesar pela morte do ex-prefeito de Cascavel, oeste do Paraná, Salazar Barreiros, nos anais do Senado Federal, nesta sexta-feira (5/2). “Com a

Citações

O foro privilegiado é o protetor daqueles que praticam atos de corrupção e permanecem impunes.

Mais de 90% da população deseja o fim dos privilégios das autoridades.

Só com o fim do foro privilegiado podemos afirmar que todos serão iguais perante a lei.

O foro privilegiado é essa perversidade que impede uma mãe de assistir justiça com a condenação de um criminoso que assassinou o seu filho.

Vamos olhar mais para o campo. A agricultura será a salvação do Brasil no pós-pandemia. A agricultura será fundamental.

Ao longo do tempo, o Brasil valorizou pouco a agricultura, deveria ter valorizado mais.