Ex-dirigentes de clubes de futebol e entidades desportivas profissionais passarão a ser responsabilizados e receber as sanções civis previstas na Lei Pelé por dívidas temerárias assumidas