Protesto contra uso da força policial autorizado pelo governo para retirar caminhoneiros das estradas

A informação de que houve, na tarde desta terça-feira (10), o uso da força policial para retirar das rodovias os caminhoneiros que realizam manifestações, levou o senador Alvaro Dias a fazer um duro protesto, no Plenário, contra a iniciativa que foi tomada sem a devida autorização judicial. Segundo o senador, caminhoneiros que protestam na região Norte do Paraná foram retirados à força das estradas pela polícia, que não apresentou qualquer documento que autorizasse a medida. Para Alvaro Dias, o uso da força representa um desrespeito à liberdade de manifestação garantida no regime democrático de direito brasileiro.

“O uso de força policial sem ordem judicial contraria princípios democráticos inalienáveis. O regime democrático pressupõe a liberdade de opinião, a liberdade de pensamento, e obviamente a liberdade de mobilização popular em defesa de causas populares. Este é o caso se há uma manifestação de insatisfação diante do descaso do governo por parte dos caminhoneiros. É preciso que pelo menos se respeite a liberdade que devem ter esses caminhoneiros de manifestarem sua indignação, de protestaram contra o descaso do governo no atendimento às suas reivindicações. Aliás, afirmar que o movimento tem como objetivo desgastar o governo, é uma pretensão exagerada. Não há necessidade de movimento algum para desgastar um governo já extremamente desgastado, e que está com sua popularidade no fundo do poço. Por isso venho aqui lavrar meu protesto, pelo uso da força contra os caminhoneiros, pela prepotência, pelo arbítrio, pela autoridade desmedida que não se justifica em uma democracia”, afirmou o senador Alvaro Dias.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram