Podemos de Londrina abre processo disciplinar para julgar vereador que votou a favor do aumento de impostos

A executiva municipal no PODEMOS de Londrina-Paraná, tomou a decisão de abrir processo disciplinar contra um vereador filiado no partido que votou a favor do aumento do IPTU na cidade, contrario à deliberação do partido, que depois de ouvir a opinião pública, decidiu aplicar os princípios da democracia direta, bandeira prioritária do partido nacionalmente.

O aumento do valor cobrado na terceira maior cidade do sul do país foi um tema extremamente polêmico e que mobilizou toda a sociedade londrinense, majoritariamente contraria ao aumento do imposto.
O presidente do partido no município, Márcio Stamm, e o vice presidente estadual do PODEMOS, ex prefeito de Londrina, Alexandre Kireeff, atuam em perfeita consonância com aquilo que o pré candidato a presidência do partido, Alvaro Dias, prega e pratica. Ouvir a população para tomar as decisões, trabalhar para a redução dos impostos (ou contrário ao aumento dos impostos), e cobrar com rigor essa postura dos mandatários de cargos públicos que estão filiados ao partido.
Na linha de tolerância zero com a corrupção, o PODEMOS firmou-se como o primeito partido brasileiro a expulsar, sumariamente, 2 vereadores e 1 prefeito filiados ao partido por envolvimento com esquemas de corrupção.
Na foto, em sentido horário, Alexandre Kireeff, ex prefeito e Vice Presidente do PODEMOS do Paraná, Márcio Stamm, presidente do PODEMOS de Londrina, e Bruno Veronesi, Tesoureiro do PODEMOS de Londrina.
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram