O BNDES e a campeã do desenvolvimento – Sugestão de leitura

A sociedade brasileira tem memória curta, daí o passado ser sempre ignorado. Na década de 50, do século passado, a transição do País rural para uma realidade onde o mundo urbano emergiria, o desenvolvimento foi prioridade na Assessoria Econômica da presidência da República estruturada por Getúlio Vargas. Os economistas Rômulo Almeida e Jesus Soares Pereira seriam os responsáveis pelo lançamento e implementação de políticas estratégicas de desenvolvimento econômico. Tinha presença ativa, também, os economistas Ignácio Rangel e Cleantho de Paiva. Entre 1951 e 1954, nas suas planilhas eram criadas a Petrobrás, o Plano Nacional do Carvão, o Plano de Valorização da Amazônia, o Banco do Nordeste e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico, anos depois teve o S acrescido, passando a ser o BNDES.“Leia o artigo de Hélio Duque na integra clicando aqui”

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram