Nióbio: liderança mundial – Sugestão de Leitura

O nióbio pode entrar no radar político das futuras eleições presidenciais. O Brasil lidera a produção mundial. Fato desconhecido dos brasileiros e ignorado pelos analistas econômicos. Ocupa o terceiro lugar, atrás somente do minério de ferro e do ouro, na pauta das exportações de minérios. Por ser o mais leve dos metais refratários na siderurgia, nas indústrias automobilísticas, aeroespacial, bélica e nuclear, é considerado estratégico. É usado nos tomógrafos de ressonância magnética, lentes óticas, bens eletrônicos, lâmpadas de alta intensidade e outros supercondutores, a exemplo da propulsão de foguetes. Existe em vários países, mas 94,4% das reservas conhecidas no mundo está no Brasil, calculada em 842.000.000 toneladas. A produção brasileira é responsável por 90% da comercialização mundial. O senador Alvaro Dias tem uma visão objetiva sobre a sua importância para o desenvolvimento nacional.“Leia o artigo de Edson Gradia na íntegra clicando aqui”

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram