Maioria dos brasileiros rejeita voto obrigatório, e CCJ pode votar projeto que impõe voto facultativo

A pesquisa Datafolha, divulgada na última sexta-feira, revela: nunca tantos brasileiros foram contra a obrigatoriedade do voto. De acordo com os dados da pesquisa, 61% dos eleitores do País rejeitam a imposição do voto, regra prevista no artigo 14 da Constituição Federal. O levantamento do Datafolha mostrou mais: se tivessem opção, 57% dos eleitores não votariam no pleito que acontecerá em 05 de outubro, quando será necessário escolher o presidente, um senador por estado, governadores, deputados federais e deputados estaduais. A pergunta sobre comparecimento é feita desde 1989 pelo Datafolha, e nas investigações anteriores, segundo o jornal Folha de S.Paulo, o total dos que não votariam se não houvesse obrigatoriedade nunca superou 50%. De acordo com a Constituição, hoje o voto só é facultativo para os analfabetos, pessoas com mais de 70 anos e os que têm 16 e 17 anos.

No Congresso Nacional, o senador Alvaro Dias é um dos principais defensores da adoção do voto facultativo para todos os brasileiros. O senador apresentou proposta de emenda à Constituição neste sentido, para acabar com a obrigatoriedade do voto. O projeto de Alvaro Dias, a PEC 14/2003, já tem relatório pronto para ser votado na Comissão de Constituição e Justiça. Recentemente, ao defender a adoção do voto facultativo no Brasil, o senador Alvaro Dias afirmou que “regimes autoritários acobertados por uma pseudolegislação democrática adotam o voto obrigatório, e regimes democráticos evoluídos adotam o voto facultativo. O Brasil já é uma democracia suficientemente madura, portanto, pode adotar o sistema do voto facultativo. Numa república bolivariana o voto obrigatório sempre prevalecerá, mas em uma república eminentemente democrática, como parecer ser a brasileira, o voto facultativo sempre será acolhido”.

O relator da PEC, senador Francisco Dornelles (PP-RJ), defende a aprovação do projeto de Alvaro Dias. Dornelles concorda com Alvaro Dias e afirma que “já é hora de adotar o voto facultativo”, argumentando que “a decisão sobre o voto deve competir a cada cidadão, de acordo com a sua consciência e as suas convicções políticas”.

Compartilhe este post

Facebook
Telegram
WhatsApp
Twitter
Email
Siga-nos nas redes sociais
Cadastre-se e seja notificado de todas as novidades do Portal.
Últimos posts
Podemos convida Alvaro Dias para ser candidato a presidente da República

Podemos convida Alvaro Dias para ser candidato a presidente da República

Marco On 5 de agosto de 2022 Featured Política

Durante a Convenção Nacional do Podemos, realizada neste domingo (31/07) em São Paulo, os integrantes do partido presentes no evento fizeram um convite ao senador Alvaro Dïas, aprovado de forma unânime por todos: que seja

Agência Câmara destaca projeto de Alvaro Dias que permite dedução no IR dos gastos com remédios

Agência Câmara destaca projeto de Alvaro Dias que permite dedução no IR dos gastos com remédios

Marco On 5 de agosto de 2022 Featured Política

A Agência Câmara de Notícias deu destaque ao projeto do senador Alvaro Dias que altera a legislação para permitir a dedução, no Imposto de Renda, das despesas com medicamentos de uso contínuo e de alto

Alvaro Dias aprova no Plenário 90 milhões de dólares para a educação no Paraná

Alvaro Dias aprova no Plenário 90 milhões de dólares para a educação no Paraná

Marco On 5 de agosto de 2022 Featured Política

O senador Alvaro Dias garantiu a aprovação, nesta quarta-feira (03/08), do seu relatório favorável à autorização para contratação de empréstimo de US$ 90,56 milhões do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o financiamento do Programa

Segue para sanção projeto de Alvaro Dias que garante a agricultores maior acesso a soluções tecnológicas

Segue para sanção projeto de Alvaro Dias que garante a agricultores maior acesso a soluções tecnológicas

Marco On 5 de agosto de 2022 Featured Política

Está seguindo nesta semana para sanção do presidente da República o projeto do senador Alvaro Dias que tem como objetivo permitir aos agricultores acesso rápido e abrangente às tecnologias desenvolvidas pela Empresa Brasileira de Pesquisa

Citações

O foro privilegiado é o protetor daqueles que praticam atos de corrupção e permanecem impunes.

Mais de 90% da população deseja o fim dos privilégios das autoridades.

Só com o fim do foro privilegiado podemos afirmar que todos serão iguais perante a lei.

O foro privilegiado é essa perversidade que impede uma mãe de assistir justiça com a condenação de um criminoso que assassinou o seu filho.

Vamos olhar mais para o campo. A agricultura será a salvação do Brasil no pós-pandemia. A agricultura será fundamental.

Ao longo do tempo, o Brasil valorizou pouco a agricultura, deveria ter valorizado mais.