Estatal chinesa que venceu leilão de Libra é investigada por corrupção

A CNPC, uma das duas estatais chinesas que fazem parte do consórcio vencedor no leilão do pré-sal, está no centro de uma ampla investigação por corrupção. Segundo o jornal Folha de São Paulo, no mês passado, quatro altos executivos da CNPC perderam o cargo e foram enquadrados por “grave suspeita de violações de disciplina”, termo geralmente usado pelo Partido Comunista para descrever atos de corrupção.A suspeita se expandiu a ponto de todos os executivos de alto e médio escalão da empresa terem recebido ordem de entregar seus passaportes, para evitar fugas, segundo o jornal de negócios “Securities Daily”. A investigação é apresentada pelo governo como parte da cruzada anticorrupção lançada pelo presidente chinês, Xi Jinping, empossado em março. Executivos da CNPC disseram ao jornal “South China Morning Post” que a investigação tem sido tão ampla que já temem uma queda na produção da empresa, que é a quinta maior do mundo e teve uma receita estimada em US$ 408,6 bilhões no último ano.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram