Especialistas reprovam preparativos para a Copa, e estádios já custam 78% mais do que previsto

A 5ª edição da pesquisa Termômetro Trevisan Copa 2014, divulgada pelo jornal “Estado de S.Paulo”, reprova boa parte dos preparativos do País para a Copa do Mundo de 2014. O trabalho avalia, por meio de índice geral de percepção de especialistas do futebol, como andam os trabalhos do Comitê de Organização Local, em parceria com os empreendedores urbanos das 12 cidades-sede. Os pontos mais baixos dessa nova avaliação estão relacionados às obras de mobilidade, tanto urbana quanto de aeroportuárias. No geral, os índices também apontam para baixo. Representantes da Trevisan são categóricos em afirmar que, a 200 dias do início da Copa, o trabalho continua abaixo do aceitável, sobretudo nos arredores dos estádios, que devem ser entregues no fim deste ano.

A pesquisa reforça a percepção de que os benefícios da Copa do Mundo de 2014 ficarão restritos aos estádios, à melhoria da capacidade hoteleira e à capacitação da mão de obra turística no Brasil. Especialistas ouvidos pela empresa têm opinião negativa sobre as obras de mobilidade nas cidades e nos aeroportos. A pesquisa aborda os seguintes itens: estádios, telecomunicação, hospedagem, qualificação de mão-de-obra, segurança pública, transporte, aeroportos e portos.

Uma outra pesquisa, divulgada pelo site Terra, revela que o valor gasto para a construção dos 12 estádios da Copa do Mundo no Brasil em 2014 já está 78% maior que o previsto na Matriz de Responsabilidades assinada em 2010. Em valores absolutos, o orçamento subiu de R$ 5,3 bilhões para R$ 9,6 bilhões – incluindo os estádios privados bancados pelos clubes, mas financiados com dinheiro do BNDES, que já cedeu R$ 871,9 milhões aos clubes. As informações foram atualizadas pelo Ministério do Esporte nesta segunda-feira.

No entanto, segundo reportagem do Terra, essa não é a conta feita pelo Ministério do Esporte, que compara a elevação atual dos gastos com o último balanço das obras, divulgado em dezembro do ano passado, período no qual se verifica uma elevação de quase R$ 900 milhões com estádios. Se for comparado com o previsto em 2010, o orçamento subiu R$ 4,2 bilhões. Também não é incluído na conta do governo o R$ 1,6 bilhão que será pago pelo Estado da Bahia à concessionária responsável pela Fonte Nova, dividido em parcelas anuais de mais de R$ 100 milhões, durante 15 anos.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Siga-nos nas redes sociais
Cadastre-se e seja notificado de todas as novidades do Portal.
Últimos posts
Marinha brasileira se destaca no combate à pandemia do coronavírus

Marinha brasileira se destaca no combate à pandemia do coronavírus

Marco On 12 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

Uma balsa com um tanque de 90 mil metros cúbicos de oxigênio líquido atracou, no último sábado, no Porto Encontro das Águas, terminal da Petrobras em Manaus (AM), acompanhada pelo Navio-Patrulha Fluvial “Roraima”, subordinado ao

Alvaro Dias envia ao ministro da Infraestrutura reivindicações do setor produtivo sobre novos pedágios no Paraná

Alvaro Dias envia ao ministro da Infraestrutura reivindicações do setor produtivo sobre novos pedágios no Paraná

Marco On 8 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

O senador Alvaro Dias, após receber documento com reivindicações de entidades de classe, empresariais, da agroindústria, do setor de logística de transporte e da sociedade organizada, decidiu enviar ofício ao ministro da Infraestrutura, Tarsício Gomes

Projeto de Alvaro Dias estabelece eleição direta e maior transparência na OAB

Projeto de Alvaro Dias estabelece eleição direta e maior transparência na OAB

Marco On 8 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

O senador Alvaro Dias apresentou projeto de lei (PL), esta segunda-feira (08/02), que estabelece eleições diretas para a Diretoria do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de promover outras mudanças que

Alvaro Dias apresenta voto de pesar pelo falecimento do ex-prefeito Salazar Barreiros

Alvaro Dias apresenta voto de pesar pelo falecimento do ex-prefeito Salazar Barreiros

Marco On 5 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

O senador Alvaro Dias fez um requerimento solicitando a inserção do voto de pesar pela morte do ex-prefeito de Cascavel, oeste do Paraná, Salazar Barreiros, nos anais do Senado Federal, nesta sexta-feira (5/2). “Com a

Citações

O foro privilegiado é o protetor daqueles que praticam atos de corrupção e permanecem impunes.

Mais de 90% da população deseja o fim dos privilégios das autoridades.

Só com o fim do foro privilegiado podemos afirmar que todos serão iguais perante a lei.

O foro privilegiado é essa perversidade que impede uma mãe de assistir justiça com a condenação de um criminoso que assassinou o seu filho.

Vamos olhar mais para o campo. A agricultura será a salvação do Brasil no pós-pandemia. A agricultura será fundamental.

Ao longo do tempo, o Brasil valorizou pouco a agricultura, deveria ter valorizado mais.