Elogios ao amadurecimento político dos brasileiros, que afirmam que Dilma sabia da corrupção na Petrobras

Em pronunciamento no Plenário, nesta segunda-feira (23), o senador Alvaro Dias destacou a última pesquisa divulgada pelo instituto Datafolha, que revelou que 84% dos brasileiros acreditam que a presidente da República tinha conhecimento da corrupção na Petrobras. A pesquisa, publicada no jornal Folha de S.Paulo neste fim de semana, mostrou que de cada dez brasileiros, oito acreditam que Dilma sabia o que acontecia na maior empresa estatal do país. Os dados revelados pelo Datafolha, segundo o senador, mostram ainda que a maioria dos entrevistados (61%) acredita que a presidente não apenas tinha conhecimento da corrupção como “deixou” que os crimes ocorressem na Petrobras.

Para Alvaro Dias, os números da pesquisa são reveladores do amadurecimento político da sociedade brasileira. inclusive dos que votaram em Dilma Rousseff para a Presidência da República nas eleições do ano passado.

“É inegável que a população, em função, sobretudo, de redes sociais, da grande mídia eletrônica, tem acompanhado mais de perto os acontecimentos que envolvem as autoridades brasileiras. Neste sentido, a pesquisa Datafolha mostra o amadurecimento político e a consciência plena da realidade por nossa sociedade. A percepção popular da realidade sinaliza para exigências e cobranças que não se interromperão, certamente, enquanto as respostas não forem oferecidas com competência e prontidão”, afirmou o senador.

Alvaro Dias ressaltou no Plenário que o governo não tinha como negar as irregularidades na Petrobras, pois, em 2009, depois de uma CPI para apurar denúncias na empresa, a Procuradoria-Geral da República recebeu o relatório dos trabalhos da comissão, com 18 pedidos de aprofundamento de investigação. O senador lembrou que os pedidos geraram a abertura de inquérito em diversos estados, e um deles, o do Paraná, foi incorporado à operação Lava Jato.

“Os fatos veiculados à época demonstravam cabalmente que quem era responsável pelo governo brasileiro tinha a obrigação de saber. Aliás, ninguém é eleito para não saber. Quem se elege, se elege para saber. A obrigação de quem se elege é saber. É inadmissível a presidente Dilma dizer que não sabia sobre o que ocorria na administração da Petrobras”, concluiu o senador Alvaro Dias.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Siga-nos nas redes sociais
Cadastre-se e seja notificado de todas as novidades do Portal.
Últimos posts
Marinha brasileira se destaca no combate à pandemia do coronavírus

Marinha brasileira se destaca no combate à pandemia do coronavírus

Marco On 12 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

Uma balsa com um tanque de 90 mil metros cúbicos de oxigênio líquido atracou, no último sábado, no Porto Encontro das Águas, terminal da Petrobras em Manaus (AM), acompanhada pelo Navio-Patrulha Fluvial “Roraima”, subordinado ao

Alvaro Dias envia ao ministro da Infraestrutura reivindicações do setor produtivo sobre novos pedágios no Paraná

Alvaro Dias envia ao ministro da Infraestrutura reivindicações do setor produtivo sobre novos pedágios no Paraná

Marco On 8 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

O senador Alvaro Dias, após receber documento com reivindicações de entidades de classe, empresariais, da agroindústria, do setor de logística de transporte e da sociedade organizada, decidiu enviar ofício ao ministro da Infraestrutura, Tarsício Gomes

Projeto de Alvaro Dias estabelece eleição direta e maior transparência na OAB

Projeto de Alvaro Dias estabelece eleição direta e maior transparência na OAB

Marco On 8 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

O senador Alvaro Dias apresentou projeto de lei (PL), esta segunda-feira (08/02), que estabelece eleições diretas para a Diretoria do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de promover outras mudanças que

Alvaro Dias apresenta voto de pesar pelo falecimento do ex-prefeito Salazar Barreiros

Alvaro Dias apresenta voto de pesar pelo falecimento do ex-prefeito Salazar Barreiros

Marco On 5 de fevereiro de 2021 Destaque, Política

O senador Alvaro Dias fez um requerimento solicitando a inserção do voto de pesar pela morte do ex-prefeito de Cascavel, oeste do Paraná, Salazar Barreiros, nos anais do Senado Federal, nesta sexta-feira (5/2). “Com a

Citações

O foro privilegiado é o protetor daqueles que praticam atos de corrupção e permanecem impunes.

Mais de 90% da população deseja o fim dos privilégios das autoridades.

Só com o fim do foro privilegiado podemos afirmar que todos serão iguais perante a lei.

O foro privilegiado é essa perversidade que impede uma mãe de assistir justiça com a condenação de um criminoso que assassinou o seu filho.

Vamos olhar mais para o campo. A agricultura será a salvação do Brasil no pós-pandemia. A agricultura será fundamental.

Ao longo do tempo, o Brasil valorizou pouco a agricultura, deveria ter valorizado mais.