Eleição do procurador-geral garante independência do Ministério Público no combate à corrupção

No atual cenário de descrença generalizada da população, temos que alimentar esperanças em função da existência de instituições que se valorizam e que se robustecem na ação dos seus representantes. A opinião foi dada pelo senador Alvaro Dias, no Plenário, ao citar a eleição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para mais um mandato à frente do Ministério Público. O procurador, após passar por mais de dez horas de sabatina, teve seu nome aprovado na Comissão de Constituição e Justiça e, posteriormente, pelo Plenário do Senado Federal.

Para o senador Alvaro Dias, a sessão para sabatina do procurador, ao contrário do que se previa, não ocorreu em ambiente de tensão ou mesmo nervosismo. O senador destacou que a reunião da CCJ se deu em ambiente de tranquilidade, que propiciou um debate profícuo e com a abordagem de temas importantes para o País.

“Na sabatina, temas relevantes foram destacados pelos senadores e senadoras, e tivemos também respostas inteligentes de um procurador que demonstra possuir preparo, talento para o exercício de uma função relevante, num momento difícil da vida nacional, quando há investigações sem precedentes na história desse País. Constatamos que à frente do Ministério Público está uma personalidade com segurança, que demonstra uma postura de imparcialidade e de independência, e deixou isso claro ao responder à questão suscitada sobre a existência de um eventual acordão, que foi peremptoriamente rechaçada. Acredito que a atuação do procurador-geral é uma das esperanças de valorização desta que é uma instituição fundamental para o futuro do País. Que possamos ter o fortalecimento de instituições em que estão fincados alicerces básicos do Estado de direito democrático, como o Supremo Tribunal Federal, a Justiça Federal, o Poder Judiciário, o Ministério Público, a Polícia Federal. São esperanças que renascem, que são vivificadas nesse momento turbulento do País, em que a desesperança campeava de forma a alargar-se, alcançando todas as famílias brasileiras, num ambiente de grande indignação”, afirmou o senador Alvaro Dias.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram