Dias: corrupção e exploração de hoje é o mesmo cenário que levou Tiradentes à revolta

O senador Alvaro Dias (PR), candidato a presidente da República pelo partido Podemos, defendeu o fim de privilégios para autoridades – como a extinção total do foro privilegiado – e criticou a forma como Temer dirige o país nas questões fiscais. As declarações foram dadas durante o 9º Conexão Empresarial, em Tiradentes, na região Central do Estado, na manhã de sexta-feira (15).

Para o ex-governador do Paraná, há uma ligação entre Tiradentes, líder da Inconfidência Mineira, e o momento atual do país por conta da corrupção e dos altos impostos que estão sendo cobrados hoje. “Isso é um exemplo do que ocorria quando Coroa Portuguesa exorbitava na cobrança e obrigou Tiradentes a liderar aquele movimento de revolta. Hoje, estamos vivendo o mesmo cenário: corrupção e exploração”, disse ele em referência ao “quinto do ouro”, um imposto que a Coroa cobrava dos mineradores e correspondia a 20% do total do ouro extraído.

Dias condenou o sistema de “conluio partidário” e analisou que foi isso que provocou o descrédito dos partidos e políticos investigados pela Lava Jato. “Os governantes deveriam pedir perdão ao povo brasileiro pelo fracasso rotundo que levou à miséria milhões de pessoas”, disparou.

O senador avaliou o quadro econômico do Brasil como dramático, porque “uma minoria assalta o poder e explora o esforço coletivo de trabalhadores e empresários para preservar seus privilégios”. Para ele, a mudança desse quadro passa pela refundação da República, sua principal bandeira, e diz que isso só é possível com uma mudança no “andar de cima”.

Alvaro Dias revelou que discute alianças com sete partidos, entre eles DEM, PRB, PP, PR, e PSC. Ele ressaltou que só vai coligar com as que estiverem dispostas a “refundar a República”.

Fonte: Hora do Povo

 

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram

2 respostas

  1. GOSTARIA DE VER A SUA VERDADE, EM RELAÇÃO AOS SORTEIOS DAS LOTOS FRAUDADOS. DIGO COMO: as sete horas encerram-se as apostas. As oito horas eles ” comandam o sistema ” e verificam as ” combinações não combinadas. A partir do servidor eles comandam um chip nas bolinhas ( igual da copa ) e formam as dezenas a ser sorteadas. Ai , pelo ” provedor ” eles acionam um terminal, em uma cidade escolhida e, ” CLONAM ” UMA APOSTA COM AS DEZENAS POR ELES ESCOLHIDAS E, ALI MESMO, IMPRIMEM A APOSTA CLONADA, OU APOSTAS, como foi esse roubo de 23/06/2018.
    Para a lotérica, ali, saiu um ganhador, porém, nunca sabem que foi o ” felizardo “. Na Caixa, da cidade, não é depositada a aposta. Onde é depositada e por quem?.
    Tai o modus operante , basta ir às investigações.
    Espero que esse roubo não esteja financiando campanhas políticas…

Os comentários estão desabilitados.