“Decisão do STF representou vitória da democracia, que se fortalece com atuação impecável das instituições”

“Prefiro olhar à frente e reconhecer que o Brasil está mudando. Prefiro valorizar o renascimento de instituições públicas fortalecidas, neste momento de tragédia política nacional, sob os escombros provocados pela descrença popular semeada na sociedade brasileira ao longo dos últimos anos”. A afirmação foi feita pelo senador Alvaro Dias, na sessão plenária realizada na manhã desta sexta-feira (15), ao comentar sobre o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, em andamento na Câmara dos Deputados. Para o Líder do PV, instituições como a Justiça Federal, o Ministério Público e a Polícia Federal reabilitaram as esperanças do povo brasileiro.

“Instituições essenciais como a Polícia Federal, o Ministério Público e a Justiça federal consagraram a sua independência de forma inquestionável. Com ousadia e competência, as instituições invadiram os segredos da corrupção neste País, revelando fatos estarrecedores que nos atormentam, mas que pela consequência da busca da justiça, do julgamento implacável, da investigação sem precedentes, que alcança também poderosos, lideranças políticas e, inclusive, ex-presidentes da República, são sinais de que a mudança é uma verdade e não apenas uma possibilidade”, afirmou o senador.

No seu pronunciamento, o senador Alvaro Dias também destacou a decisão tomada na noite desta quinta-feira pelo Supremo Tribunal Federal, a partir do relatório apresentado pelo ministro Luiz Edson Fachin. Em seu voto, Fachin rejeitou os argumentos da Advocacia-Geral da União, que pedia o cancelamento da sessão do próximo domingo, em que será votado o pedido de impeachment da presidente Dilma. Os ministros seguiram o mesmo entendimento de Fachin e rejeitaram o mandado do governo.

“A sessão do Supremo invadiu a madrugada, e nós pudemos acompanhar e aprender lições preciosas e, sobretudo, fortalecer a nossa convicção de que essas instituições fundamentais no Estado de direito democrático se consolidam na crise, de forma a fazer com que acreditemos no futuro do Brasil. Sobretudo, fotografamos o surgimento de uma nova Justiça. No memorável voto do ministro Edson Fachin, na madrugada de hoje, vimos a repetição do irretocável voto que ele mesmo deu quando o Supremo Tribunal Federal definiu o rito do processo de impeachment a ser submetido ao Congresso Nacional. Não se diga que está havendo invasão de competência. O Supremo Tribunal Federal não pediu para julgar essas questões, ele foi convocado a julgá-las pelos Poderes Executivo e Legislativo. E o ministro Fachin derrotou todos os argumentos apresentados, especialmente pelo competente Advogado-Geral da União, José Eduardo Cardozo, e também pelos parlamentares que buscaram, através de ações interpostas junto ao STF, impedir que a Câmara dos Deputados se manifeste sobre o processo de impeachment no próximo domingo. Creio que é uma vitória da Constituição, uma vitória da justiça, uma vitória da democracia”, afirmou o senador Alvaro Dias.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram