Crítica à CBF por censurar manifestações das torcidas e dificultar trabalho dos cronistas esportivos

Durante discurso na Tribuna, o senador Alvaro Dias voltou a fazer críticas à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por estar censurando manifestações de opinião de torcedores durante partidas de futebol do Campeonato Brasileiro. Conforme informou o senador, o árbitro do jogo entre Chapecoense e Corinthians interrompeu a partida três vezes e pediu que a Polícia Militar retirasse faixas com os dizeres “CBF-corrupção” empunhadas por torcedores na arquibancada.

Na opinião do senador, a CBF está censurando a liberdade de opinião dos torcedores. Ele acrescentou que a grande maioria da população brasileira já sabe que a CBF se envolveu em corrupção e irregularidades nos últimos anos. Alvaro Dias também relatou encontro que teve com dirigentes de entidades que representam os cronistas esportivos.

“Aqueles torcedores opinaram: há corrupção na CBF. Por que a censura? Nós não estamos num regime autoritário. A prepotência da CBF não se justifica em momento algum, mesmo que ela fosse dirigida de forma ética. Recebi também, ontem, a visita dos cronistas esportivos Eraldo Leite, Presidente da Associação dos Cronistas Esportivos; do Erick, de São Paulo; do Isaías, do Paraná. Eles trouxeram problemas de relacionamento com a CBF, que não tem respeitado a legislação. Uma lei aprovada pelo Congresso Nacional, de minha autoria, que normatiza a presença dos cronistas esportivos nas praças esportivas, nos estádios de futebol, para o exercício de sua profissão, essa lei, que permite o ingresso e exige que tenham condições adequadas para o exercício da profissão, está sendo desrespeitada, porque a CBF não considera que a entidade representativa dos cronistas seja responsável pelo credenciamento deles. Esse credenciamento está sendo realizado à margem da legislação, com exageros em determinados momentos. Portanto, são procedimentos adotados pela confederação que contrariam a legislação vigente no País, e temos o dever de zelar também por este patrimônio do povo brasileiro, que é o futebol, que é uma atividade eminentemente econômica, geradora de emprego, de renda e, portanto, instrumento de desenvolvimento econômico do País”, afirmou o senador Alvaro Dias.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram