Alvaro Dias repudia decisão judicial de quebrar sigilo da jornalista Andreza Matais

O Líder do PV, senador Alvaro Dias, lamentou em plenário, nesta quarta-feira (30/11), a decisão do Juiz Rubens Pedreiro Lopes, do Departamento de Inquéritos Policiais de São Paulo, que determinou a quebra do sigilo telefônico da jornalista Andreza Matais, editora da Coluna do Estadão.

O senador reproduziu notas de repúdio divulgadas por associações que representam veículos de imprensa como Abert, ANJ, Aner, além da OAB, e destacou que o sigilo da fonte é protegido pelo artigo quinto da Constituição. “Portanto, esse juiz está rasgando a Constituição, afrontando o sagrado direito da liberdade de imprensa. E todos nós sabemos que, comprometida a liberdade de imprensa, as demais falecem. É necessário repudiar uma atitude como essa, manifestar indignação, especialmente neste momento em que instituições, como o Poder Judiciário, estão sendo consagradas pelo apoio popular. A Justiça brasileira, pelos atos e fatos atuais, tem sido aplaudida nas ruas deste País. Este ato isolado vem na contramão daquilo que se deseja, o respeito à Constituição em primeiro lugar”, disse o senador.

A medida do Juiz foi tomada no dia 8 de novembro para identificar a fonte de uma série de reportagens da jornalista, publicada em 2012, quando ela trabalhava no jornal Folha de S. Paulo.

“Não há como violentar um direito sagrado do jornalista de buscar informações resguardando a fonte. Violar a fonte é comprometer a atividade do jornalismo, que tem que ser independente e, obviamente, tem que ser ousado para buscar as informações, sobretudo no campo da investigação. Portanto a nossa indignação, o nosso protesto e a nossa esperança de que essa medida seja reconsiderada”, finalizou Alvaro Dias

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram