Alvaro Dias reitera que convicção sobre impeachment é fato consumado

Em discurso no plenário, nesta segunda-feira (4/7), o Líder do PV, senador Alvaro Dias (PV/PR), disse que a convicção dos senadores em relação ao processo de impeachment não se alterou durante os inúmeros depoimentos e debates da Comissão Especial. “Não temos nenhuma dúvida. Obviamente que quem preside o País é responsável pelos atos praticados por aqueles que nomeia, e que agem em seu nome. Portanto a nossa convicção não se alterou durante os debates travados na Comissão. O posicionamento adotado quando da admissibilidade do processo de impeachment é mantido e, obviamente, será preservado até o dia do julgamento definitivo”, disse.

O senador lembrou que a presidente afastada Dilma Rousseff foi alertada sobre as práticas irregulares que maquiaram as contas públicas: “Técnicos qualificados do Tesouro Nacional revelaram a existência de irregularidades há dois anos e meio. Ou seja, bem antes de iniciarmos o processo de impeachment os técnicos afirmavam que as irregularidades deveriam ser contidas pela presidência da República, mas não foram. Alegaram que se transformariam em esqueletos que seriam expostos diante da Nação, e esses esqueletos estão sendo hoje responsáveis por um processo de impeachment”.

Alvaro Dias destacou que amanhã a Comissão Especial de Impeachment vai ouvir os técnicos do Senado responsáveis pela perícia técnica: “ É evidente que nós temos a convicção de que essa perícia, a conclusão que retiramos desse trabalho. A perícia confirma a existência do crime de responsabilidade. E, obviamente, aos julgadores cabe a definição de quem é responsável pelo crime praticado”.

Foto: Luiz Wolff

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram