Alvaro Dias não tem qualquer relação com Alberto Youssef

Em 1998, a empresa Táxi Aéreo San Marino, que pertencia à família de Alberto Youssef, em Londrina, foi contratada para realizar horas-voos para a equipe de campanha de Alvaro Dias, que na ocasião se candidatava ao segundo mandato de senador.

Na época, Youssef não tinha a biografia pela qual é conhecido hoje. Apenas a equipe de campanha utilizou os serviços da empresa, cuja contratação foi devidamente declarada à Justiça Eleitoral. O senador nunca utilizou avião fretado ou tem qualquer relação com Youssef.

Alvaro Dias foi um defensor ferrenho de investigações no Congresso sobre as irregularidades na Petrobras – delatadas por Youssef, que resultaram na Operação Lava Jato – e atuou fortemente para a coleta de assinaturas e a criação das CPIs no Parlamento. Além de integrar a CPI de 2009 e a CPMI de 2014, ambas envolvendo a petroleira, o senador protocolou na Procuradoria-Geral da República 18 representações para apurar irregularidades na estatal.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram