Alvaro Dias faz apelo a Temer para que revogue decreto dos combustíveis

“Presidente Temer, revogue esse decreto que elevou o preço dos combustíveis em todo o Brasil”. Este apelo foi feito pelo senador Alvaro Dias durante audiência pública realizada pela Comissão de Direitos Humanos, na qual foi discutida a situação do setor rodoviário brasileiro e o drama enfrentado pelos caminhoneiros. O encontro, realizado na tarde desta quarta-feira (09), reuniu diversas lideranças de associações que representam os profissionais do setor rodoviário.

Na audiência, Alvaro Dias fez uma homenagem aos caminhoneiros, por conseguirem exercer sua profissão mesmo com todas as dificuldades impostas pelo governo, e criticou duramente o governo do presidente Michel Temer por sua insensibilidade no trato com esta categoria.

“Quero homenagear a todos os caminhoneiros do Brasil, dizer aqui da minha admiração pela bravura com que essa categoria assume uma postura de dignidade e de reação às injustiças que sofrem. Se antes já admirava a figura do caminhoneiro e de sua batalha pelas estradas do País, de uns tempos para cá tenho participado intensamente de grupos de discussão nas redes sociais, e com isso acompanho mais de perto o dia a dia e os dramas desses profissionais. São tantas as notícias sobre caminhões atolados em rodovias que mais parecem pântanos, ou sobre caminhões que quebram nos muitos buracos nas rodovias abandonas pelas autoridades, ou que são assaltados nas madrugadas nas estradas do País. Enfim tenho acompanhado de perto o drama do dia a dia desses batalhadores, e diante dessa situação, é revoltante constatar a falta de sensibilidade dos governantes com esta categoria”, disse o senador.

Ao falar na audiência para os caminhoneiros e representantes de associações da categoria, o senador Alvaro Dias fez duras críticas ao decreto assinado pelo presidente Temer, que elevou os preços dos combustíveis. “É dramático verificar a narrativa de sofrimento desses condutores do nosso progresso, que chegam em casa e não conseguem pagar as contas e oferecer à suas famílias uma vida de dignidade. Mas eu digo a vocês, profissionais do volante: não são vocês os derrotados. Derrotado é o governo, derrotados são os governantes que demonstram toda a sua incapacidade, a sua incompetência para administrar um setor tão essencial para a vida no País”, afirmou.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram