Alvaro Dias defende modernização da legislação esportiva brasileira

O senador Alvaro Dias, em entrevista para cronistas esportivos nesta quinta-feira (04), comentou sobre a polêmica envolvendo a venda de jogadores de futebol neste começo de ano. O time do Corinthians, por exemplo, foi um dos mais prejudicados com a perda de diversos jogadores do elenco que conquistou o título do Campeonato Brasileiro de 2015. O senador criticou algumas dessas negociações, e defendeu a modernização da gestão do esporte do País.

“Quando um time como o Corinthians renova o contrato de um jogador do nível do Ralf, e coloca a multa em apenas R$ 1 milhão, está desvalorizando o atleta e facilitando a sua saída do clube. O caso do jogador Malcom é ainda mais grave, vendido de forma precoce. Espanta ver dirigentes aceitando esse jogo, não valorizando a própria marca do clube e permitindo que um patrimônio como esse, um jogador de 18 anos com potencialidade reconhecida até pelo técnico Tite, seja dispensado desta forma, com o Corinthians recebendo apenas 30% do valor da venda, ou cerca de R$ 6 milhões. Quanto este jogador poderá valer daqui a alguns anos? Por isso fizemos a CPI do Futebol aqui no Senado, que revelou desvios e tantas mazelas na administração do futebol. Se o futebol é atividade essencialmente econômica, geradora de renda, de receita pública, de milhares de empregos, fundamental também para o desenvolvimento do País, então há que se preocupar com o destino do futebol e também com a gestão do esporte brasileiro”, disse o senador Alvaro Dias.

Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no telegram
Telegram