Agricultura teria contado com mais de R$ 3 bilhões para pesquisa se projeto de Alvaro Dias já tivesse sido aprovado

Aproximadamente R$ 3 bilhões em três anos de meio. Este é o valor estimado que poderia já ter sido direcionado ao Programa de Ciência e Tecnologia para o Agronegócio se o PLS 364, de autoria do senador Alvaro Dias, tivesse sido aprovado com celeridade desde o ano de 2016, quando foi apresentado. O projeto propõe alterar a Lei nº 10.893/2004 para direcionar ao referido programa o valor arrecadado com a incidência do Adicional ao Frete para a Renovação da Marinha Mercante – AFRMM na importação de fertilizantes.

O Projeto de Lei do Senado n° 364, de 2016, desde meados de 2019 está parado no Plenário do Senado Federal aguardando inclusão em Ordem do Dia da votação do Requerimento nº 524/2019, do líder do governo senador Fernando Bezerra Coelho. O líder busca aprovar a tramitação conjunta do projeto do senador Alvaro Dias com outras proposições que possuem objetivos parecidos.
O senador Alvaro Dias apresentou o projeto em 2016 com objetivo de garantir maior fluxo de recursos voltados ao financiamento de pesquisas de desenvolvimento tecnológico e científico no setor do agronegócio. A ideia do projeto é garantir um volume de investimentos à altura das necessidades da pujante agricultura brasileira.

Ao buscar fortalecer o Programa de Ciência e Tecnologia para o Agronegócio, Alvaro Dias tenta melhorar o fluxo de recursos para o desenvolvimento de novas tecnologias, o que é fundamental para que a atividade agrícola possa se adaptar a fatores climáticos como a seca no Nordeste e na região do Pantanal, por exemplo.

A fórmula encontrada pelo senador para garantir recursos ao setor é alterar a lei 10.893, de 13 de julho de 2004, para direcionar ao programa o valor arrecadado com a incidência do adicional ao frete para a renovação da Marinha Mercante na importação de fertilizantes. Pelo projeto, o produto da arrecadação da cobrança será destinado integralmente ao Programa de Ciência e Tecnologia para o Agronegócio.

O Fundo da Marinha Mercante é um fundo de natureza contábil, destinado a prover recursos para o desenvolvimento da marinha mercante e da indústria de construção e reparação naval brasileiras. O FMM é administrado pelo Ministério da Infraestrutura, por intermédio do Conselho Diretor do Fundo da Marinha Mercante – CDFMM e tem como principal fonte de recursos o Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante – AFRMM.

O AFRMM é calculado sobre a remuneração do transporte aquaviário. No caso da navegação de longo curso (realizada entre portos brasileiros e estrangeiros) aplica-se a alíquota de 25% sobre o valor do frete. O BNDES é o agente financeiro do FMM, e de acordo com dados do banco, a carteira de crédito do FMM em dezembro de 2019 representava cerca de R$ 22,2 bilhões.

Cerca de 85% de todo fertilizante usado no Brasil é importado, e em 2020 a importação deve ficar próximo de 28 milhões de toneladas. Já a produção doméstica deve ficar próximo a 6 milhões de toneladas. Essa dependência de importação de fertilizantes faz com que a agricultura direcione milhões ao ano para o FMM. Em 2019 o AFRMM arrecadou R$ 918 milhões com a importação de fertilizantes.

De acordo com dados recentes, o FMM já tem um lastro de mais de R$ 22 bilhões. Bem administrado, esse dinheiro do FMM é suficiente para o financiamento das atividades a que se destina. Diante desta realidade, esse dinheiro arrecadado pelo AFRMM com a importação de fertilizantes, poderia ser direcionado ao fomento da atividade de pesquisa e inovação tecnológica aplicada à agricultura.

“Verifica-se que os países que estão conseguindo destaque no campo do desenvolvimento econômico e social, aportam cada vez mais recursos em atividades de pesquisa e desenvolvimento em percentuais mais elevados que o Brasil. Salutar, portanto, para a sociedade brasileira, o fortalecimento da pesquisa e inovação tecnológica aplicada à agricultura”, defende o senador Alvaro Dias em seu projeto.

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no email
Email
Siga-nos nas redes sociais
Cadastre-se e seja notificado de todas as novidades do Portal.
Últimos posts
Voto de Aplauso ao legado da educadora Branca Alves de Lima

Voto de Aplauso ao legado da educadora Branca Alves de Lima

Marco On 7 de junho de 2021 Destaque, Política

Como reconhecimento pelo legado a relevante contribuição que deixou à educação brasileira, o senador Alvaro Dias apresentou um requerimento de Voto de Aplauso à saudosa educadora Branca Alves de Lima, que faleceu em 25 de

Silvino Dias e a Fazenda Diamante

Silvino Dias e a Fazenda Diamante

Marco On 7 de junho de 2021 Destaque, Política, Vídeos

O canal do YouTube Maringá Histórica produziu este vídeo em homenagem ao senhor Silvino Dias, pai do senador Alvaro Dias. A história começa quando Silvino Dias fundou a Fazenda Diamante, em Maringá e começou a

Aprovada emenda de Alvaro Dias que aumenta proteção sobre histórico de pacientes internados de emergência

Aprovada emenda de Alvaro Dias que aumenta proteção sobre histórico de pacientes internados de emergência

Marco On 7 de junho de 2021 Destaque, Política

O Senado aprovou, esta terça-feira (18/05), o Projeto de Lei (PL) 3.814/2020, que obriga o Sistema Único de Saúde (SUS) a criar uma plataforma digital para unificar informações de pacientes atendidos pelas redes de saúde

Aprovado projeto de Alvaro Dias que incentiva produção nacional de insumos para vacinas

Aprovado projeto de Alvaro Dias que incentiva produção nacional de insumos para vacinas

Marco On 7 de junho de 2021 Destaque, Política

Incentivo à produção nacional de insumos farmacêuticos ativos (IFA) no Brasil, necessários para a fabricação de vacinas. É o que garante o PL 4209/2019, de autoria do senador Alvaro Dias, aprovado na sessão plenária desta

Citações

O foro privilegiado é o protetor daqueles que praticam atos de corrupção e permanecem impunes.

Mais de 90% da população deseja o fim dos privilégios das autoridades.

Só com o fim do foro privilegiado podemos afirmar que todos serão iguais perante a lei.

O foro privilegiado é essa perversidade que impede uma mãe de assistir justiça com a condenação de um criminoso que assassinou o seu filho.

Vamos olhar mais para o campo. A agricultura será a salvação do Brasil no pós-pandemia. A agricultura será fundamental.

Ao longo do tempo, o Brasil valorizou pouco a agricultura, deveria ter valorizado mais.